[Resenha] O Azaraão - Markus Zusak

em 18 de jun de 2019

Título:O Azarão
Autor: Markus Zusak
Editora: Bertrand Brasil
Ano: 2012
N° de Páginas:176
Onde comprar: Amazon

Sinopse:
Antes de tornar-se mundialmente conhecido, Markus Zusak escreveu uma trilogia de sucesso que somente agora está sendo publicada no Brasil. O primeiro título chama-se O Azarão. Fãs de A menina que roubava livros não podem deixar de ler os romances que inciaram a carreira estelar desse autor. Narrado em primeira pessoa, o livro apresenta a história de Cameron Wolfe, um garoto de 15 anos, perdido na vida e que vive às turras com a família. Trabalha com o pai encanador e sua mãe está sempre brigando com os filhos, na pequena casa onde todos moram juntos. Steve é o mais velho e mais bem-sucedido. Sarah é a segunda, e está sempre dando uns amassos com o namorado. Rube é o terceiro e o mais próximo de Cameron. Os dois, além de boxeadores amadores, vivem armando esquemas para roubar lojas e outros locais do tipo. Contudo, os planos nunca saem do papel. Uma história sobre a vida e sobre as lições que dela podem ser tiradas. Um romance de formação que exibe um jovem incorrigível, infeliz consigo mesmo e com sua vida. - "Tento ser humano em minha escrita. Comecei a escrever porque era o caminho natural. Durante o ensino médio eu era muito introvertido. Sempre tinha histórias na cabeça. Então comecei a escrevê-las." - Markus Zusak

Tags da Alquimista

em 10 de jun de 2019

Olá alquimistas, como estão? Está complicado postar e estudar, portanto em julho retornaremos a normalidade do blog. Hoje trouxe uma tag que vi por ai e nem lembro nome e nem de quem é. Se souberem, coloquem nos comentários.

[Cine Pipoca] Sexy por Acidente

em 22 de mai de 2019


Título Original: I feel pretty
Título em português: Sexy por Acidente
Gênero: Comédia
Direção: Abby Kohn, Marc Silverstein
Ano de lançamento: 2019
Elenco:
Amy Schumer/Michelle Williams/Rory Scovel
Emily Ratajkowski/Busy Philipps/Aidy Bryant
Naomi Campbell/Lauren Hutton/Tom Hopper
Duração: 110 min
Sinopse:
Renee (Amy Schumer) convive diariamente com insegurança e baixa autoestima por conta de suas formas físicas. Depois de cair e bater a cabeça numa aula de spinning, ela volta a si acreditando ter o corpo que sempre sonhou e assim começa uma nova vida cheia de confiança e sem medo de seguir seus desejos.

[Resenha] Tim - Colleen McCullough

em 20 de mai de 2019

Título: Tim
Autora: Colleen McCullough
Editora: Círculo do Livro
Ano: 1974
N° de páginas: 255
Skoob 
Onde comprar:  Amazon

Sinopse:
Artamon, bairro de classe média em Sidnei, Austrália.

Mary Horton, solteirona, na casa dos quarenta. Rica, porém simples e solitária, acredita não necessitar de amigos, tampouco de um amor. Vive bastante satisfeita em seu confortável lar com um amplo jardim e um imponente Bentley estacionado na garagem. Sem contar a casa de praia, que adquiriu com o fruto do seu trabalho e dos investimentos realizados. A literatura e a música ajudam-na a preencher a solidão. Mary não aspira a coisas que não conheceu.

Tim Melville, vinte e cinco anos, operário inexperiente, filho de Ron e Esme Melville, que o receberam como uma dádiva para o seu tardio casamento. Tem o rosto, o corpo e a graça de um deus grego. Embora belíssimo, está longe de possuir um intelecto em harmonia com o físico deslumbrante.

Todavia, Ron e Esme, operários simplórios, pessoas sensatas e sem ambição, o amam pelo que ele é. O casal o preparou para viver segundo as suas possibilidades. Tim é um sujeito insignificante que trabalha na construção, infatigável e bem mais esforçado do que os companheiros. Os dias de trabalho pesado e os fins de semana são passados com o pai num bar; as noites em casa, ao lado da família assistindo à televisão. Para ele, uma vida segura e tranquila.

Tim é tão maravilhoso de se admirar que Mary Horton não consegue acreditar nos próprios olhos ao vê-lo, pela primeira vez, trabalhando na reforma da casa ao lado. A vizinha, pessoa franca e de bom coração, foi quem a alertou tanto para a doçura quanto para as graves limitações do rapaz. Mesmo assim, Mary o contrata para trabalhar como seu jardineiro nos fins de semana e descobre que, usando apenas um pouco de delicadeza, é possível extrair tudo do rapaz. Isso é novo para ela, como também o é a afeição que sente, um tipo de sentimento maternal que destinaria ao filho que nunca teve. Tim também lhe ensina muitas coisas, entre outras a ver o verdadeiro mundo com olhos novos e otimistas.
 

[Leituras] O que estou lendo?

em 13 de mai de 2019

Olá alquimistas, como estão? Minha semana começou cheia de afazeres e espero que eu tenha força e disposição para cumprir toda minhas obrigações e com pontualidade, mas nunca deixo de ler, porque tenho parceiros e também não sei ficar sem ler, portanto vim trazer minhas leituras em andamento e as que finalizei nesse mês.

"Quando a educação não é libertadora, o sonho do oprimido é ser o opressor." (Paulo Freire)



Topo